College of LaAndorie Norman
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Amy Andrews

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Charles Farthingale
Reitor
avatar

Mensagens : 246

MensagemAssunto: Amy Andrews   Sab Out 10, 2009 7:29 am

FICHA


      • Curso: Gastronomia
      • Ano: 1º Ano
      • Idade: 19 anos


    DADOS BÁSICOS
      Nome completo: Amy Jane Andrews
      Apelido: Não possui.
      Data de nascimento: 02 de Setembro de 1991
      Local de nascimento: País de Gales - Godric's Hollow (é uma suposição de que Godric's Hollow fique no País de Gales)
      Estado civil: Solteiro
      Sexo: Feminino
      Raça: Sangue-puro
      Patrono: Um unicórnio, provavelmente por ser um animal que ela admira muito, mas não tem muitos outros motivos.
      Bicho-Papão: Seu maior medo é ficar completamente sozinha, por isso ao ver um bicho-papão, costuma ver as pessoas mais próximas desaparecendo antes que ela possa fazer alguma coisa.

      Varinha:
        Madeira Cerejeira
        Tamanho 22 cm
        Flexibilidade Flexível
        Cerne Pêlo de unicórnio
        Especialidade Feitiços sociais


    FAMÍLIA
      A mãe, Jane Andrews (em solteiro, Birkin), é uma dona-de-casa. Conheceu o marido, Theodore, ainda em Hogwarts, e logo em seguida casaram-se e dois anos depois tiveram Luca Theodore Andrews, sete anos depois nascia Amy. São uma família de sangue-puro, parentes de tantos outros bruxos de sangue-puro, mas as ligações são quase sempre esquecidas. Luca mora em Godric's, perto da casa dos pais com sua mulher que agora está grávida, casaram-se em 2010, Amy foi a dama de honra. A família é comum, de classe-média alta, nunca lhes faltou nada. Theodore trabalha desde sempre no ministério da magia.


    BIOGRAFIA
      Infância
        Amy nasceu e seu irmão, Luca, já tinha 7 anos. Ela quase nunca brincou com ele ou com seus primos, que tinham todos a mesma idade que Luca, apesar de querer muito isso. Acabou conhecendo outros amiguinhos e cresceu distante do irmão. Quanto aos pais, sempre foram atenciosos com a menina, dando-lhes tudo o que era pedido, mas sempre por merecimento para não torná-la mimada. Pelas constantes chacotas feita pelo irmão, a garota cresceu extremamente tímida, coisa que é até hoje.


      Juventude
        Recebeu a carta de Hogwarts sem nenhum espanto, desde os 7 anos mostrava sinais simples de magia, coisa que toda criança mostrava. Cabelo crescia, objetos que agiam de forma estranha perto dela, etc.. Partiu para Hogwarts e seu irmão já havia terminado a escola, os pais estavam quase certos de que a menina ficaria na Lufa-lufa, mesmo que na casa o pai tivesse sido Corvinal, a mão Grifinória e o filho Sonserino. Foi escolhida sem problemas pelo chapéu seletor para a Lufa, e ela ficou orgulhosa com isso. Era uma menina aplicada, por mais avoada que fosse. No 3º ano resolveu tentar entrar para o time de quadribol, já que sempre gostou de voar, mas o irmão sempre dizia que isso não era coisa de meninas. Passou com méritos e entrou como artilheira do time. Conheceu Henry, que na época era Capitão do time no 5º ano, quando tornou-se Monitora da Lufa-lufa, e eles se tornaram amigos, bons amigos, apesar de que ficaram distantes quando o rapaz começou a namorar uma menina da Sonserina.
        No quesito sentimental, o pior ano foi o 6º. Amy conheceu James, Monitor da Grifinória e um ano mais velho, andavam muito juntos e costumavam ficar, mas a garota não queria nada sério, mesmo assim ele a pediu em namoro, com ela negando, James afastou-se um pouco de Amy que conheceu Jack, também Grifinório do 7º ano, apaixonando-se pelo rebelde, que andava com várias garotas ao mesmo tempo. Na mesma época conheceu Gus, um aluno transferido, mesmo ano que ela mas da Sonserina, que fingia não saber falar o inglês direito. Jack e Amy um dia brigaram pelo medo que a garota sentia de ter alguma relação um pouco mais íntima e começou a andar muito com Gustav, descobrindo que não saber falar inglês era mentira, brigando com ele e no mesmo dia teve uma séria discussão com James ao descobrir que ele começara a namorar Jess, da Corvinal. No meio de toda a confusão, de ainda gostar de Jack e com Gustav querendo namorá-la, conheceu David, Grifinório, também do 7º ano. Descobriu que quando estava com ele, toda a confusão que estava metida desaparecia e ela conseguia rir e se divertir com as coisas idiotas que eles faziam, na época eles costumavam se beijar mais como amigos, já que ele estava apaixonado por outra. Quando Becky começou a namorar, David ficou bem triste e Amy tentou apoiá-lo, como amiga, apesar de já saber que gostava dele mais do que isso, mas não pretendia confundí-lo ou enfiar o rapaz na confusão que estava com todos os seus outros casos. Enquanto perdia tempo sendo apenas amiga, David se envolveu com Adara e quando viu, Amy havia perdido qualquer chance de ter um relacionamento com ele. Acabou confessando que gostava dele, mas ele por sua vez mostrou-se confuso com tudo aquilo, falando que achava que eram apenas amigos e que por ainda gostar de Becky não poderia ficar com ela, assim como terminou o que tinha com Adara. Com esse fora, Amy ficou com medo de acabar perdendo a chance de ser feliz com alguém outra vez e pediu Gus em namoro, começando assim um relacionamento com o rapaz. Falava esporadicamente com James, via Jack mas o clima não era dos melhores, além de que ele estava começando alguma coisa com Adara, e continuava muito amiga de David, sempre tentando esquecer o que sentia por ele. Mas tudo veio a tona quando ele voltou com Adara e ela se sentiu traída, percebendo que o que ele lhe falara sobre estar confuso era mentira, mas acabou guardando tudo isso e tornava-se cada vez mais triste. Um dia acabou contando o que sentia e David se explicou, falando que com ela namorando Gustav, não tinha como eles terem nada, apesar da insistência dela de que se ele quisesse, terminaria o namoro pra ficar com ele. Isso não aconteceu e ela voltou a esconder o seu sentimento que também era um pouco da raiva que ainda tinha por ele estar com Adara. Nas últimas semanas de Creek em Hogwarts, deu de presente pra ele um álbum de fotos de todos os cantos da escola, assim como de seus melhores amigos. Beijaram-se naquele dia e tudo voltou a ficar confuso pra ela. No Expresso de Hogwarts, voltando pra casa, ganhou de David seu primeiro cachecol e touca da Grifinória e ele voltou a beijá-la, dessa vez pedindo desculpas e não falando pra ela esquecer, já que nunca daria certo e apesar de prometer que voltariam a se ver antes que ele fosse para a faculdade que pretendia ir já na semana seguinte, aquela foi a última vez que Amy viu David.
        De volta para Hogwarts no seu último ano, Amy contou para Gustav toda a confusão que estava sentindo por Creek ter ido embora, apesar disso eles continuaram namorando, mas o relacionamento parecia ir se desgastando com o passar do tempo e um dia terminaram com ambos de acordo, sem brigar e ainda sendo bons amigos.


      Adulto
        Quando terminou Hogwarts, pediu aos pais uma viagem para a Itália, para que aprendesse um pouco do idioma e conhecesse o local, por amar o país. Ficou em Roma e lá conheceu Lorenzo, um trouxa dois anos mais velho que ela. O pai de Lorenzo era confeiteiro e ela se apaixonou pela pequena confeitaria, assim como se apaixonou por Lorenzo, e ele por ela. Em pouco tempo eles estavam namorando e a paixão dos dois era grande, Lorenzo pediu Amy em casamento depois de 6 meses juntos, dando-lhe até um anél. Com o noivado, Amy resolveu contar pra ele que era uma bruxa e tudo foi estragado por isso. O rapaz não entendeu e nem queria entender o que era aquele mundo de Amy, apavorou-se e mandou que ela saísse de sua vida, muito abalada ela voltou para a casa dos pais e foi aceita em CLAN, para cursar gastronomia e um dia ter sua própria confeitaria. O caso todo é muito recente e Amy ainda está triste por isso, ainda usa o anél de Lorenzo pendurado no pescoço por uma correntinha de ouro, já que sempre foi apegada em pequenas coisas que mostrassem que determinada coisa existiu, com medo de que parando de andar com o anél, esqueça que um dia teve aquele amor.
        Agora em CLAN, sem ter contato com as pessoas há um ano ou mais, não sabe como será sua vida, mas pretende levá-la da melhor maneira possível.


    APARÊNCIA
      Altura: 1.80 m.
      Peso: 55 k.
      Físico: Em 2010 teve um surto hormonal que foi diagnosticado como normal pelos medibruxos e cresceu demais, além disso, não está mais com os cabelos lisos e loiríssimos que costumava usar, os deixou crescer e estão mais escuros, assim como mantém as pequenas ondulações que ele forma. Continua magra e sem muitas curvas, apesar de que o corpo agora é obviamente de mulher. Seu rosto perdeu um pouco da infantilidade, os olhos estão maiores e o verde mais vivo, o sorriso deixou de ser tímido e fofo, agora é maior e transmite muita alegria, apesar de ter perdido um pouco a mania de franzir o nariz. O rosto ainda é coberto por pequenas sardas que aumentam quando ela toma sol e criou o hábito de se maquiar levemente.
      Vestuário: As roupas continuam sendo vestes bruxas, capas e vestidos, mas agora mais femininos e menos infantis. Com saias rodadas e salto alto, mesmo já sendo grande, anda com elegância e tem os gestos mais graciosos, apesar de ainda ser meio destrambelhada e desastrada, principalmente pela altura que não conseguiu se acostumar direito. Costuma tropeçar um bocado. Anda sempre com um colar de ouro com um anél de noivado pendurado no pescoço.
      Outros:
      Personalidade usada: Caroline Trentini.


    PERSONALIDADE
      Amy sempre foi e provavelmente sempre será tímida, mesmo que agora já consiga se socializar com mais facilidade e quando isso acontece, costuma tagarelar sem parar. Faz muita coisa infantil ainda e mesmo que tenha perdido um pouco a inocência, continua acreditando em quase tudo o que lhe falem. É avoada, bem atrapalhada e tenta ser o mais estudiosa que sua atenção permite. Pode ser comparada com um cãozinho, que gosta de carinho e confia nas pessoas, mas é ainda sim reservada e consegue perder a atenção de uma coisa muito facilmente. Mesmo com tudo o que aconteceu, não perdeu a mania de não dar muito a sua opinião e às vezes acaba fazendo o que não quer, só por não ter coragem de dizer não. Confusa até não conseguir mais, prefere não opinar quando lhe pergutam e quase nunca sabe o que fazer quando a situação complica.


    IDIOMAS
      • Inglês Britânico;
      • Italiano, que aprendeu na sua viagem, apesar de não saber tudo, consegue falar bem e entende perfeitamente.


    ANOTAÇÕES DIVERSAS
      Qualquer anotação a mais sobre sua personagem.


    DADOS OFF
      Nome completo: Marianna Straccialini
      Apelido: Mah
      MSN: poupee___@hotmail.com
      Outros personagens: Orion Elvendork.
      Outro link desejado:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://clan.forumais.com
 
Amy Andrews
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
College of LaAndorie Norman :: Cadastro :: Matrículas :: Fichas-
Ir para: